feirante
O motorista ainda estava dentro do caminhão quando os manifestantes atearam fogo ao veículo
FOTO: VCREPÓRTER
Uma operação da Regional do Centro na feira da Praça da Sé terminou com um homem ferido na manhã desta quinta-feira (10). O motorista de um caminhão da Prefeitura sofreu queimaduras após feirantes apedrejarem e atearem fogo ao veículo coduzido por ele, que carregava um carro apreendido na ação.
Por volta das 6h agentes da Prefeitura Municipal de Fortaleza (PMF), Detran, Polícia Militar, Guarda Municipal e Autarquia Municipal de Trânsito, Serviços Públicos e Cidadania (AMC) começaram a desocupação dos arredores da Catedral, onde costumeiramente acontece uma feira durante a madrugada. Durante a ação, que apreendeu diversas mercadorias, um carro irregular foi rebocado por um caminhão da PMF, o que gerou indignação em parte dos comerciantes que estavam no local.
Revoltados, os feirantes atiraram pedras no veículo, jogaram uma garrafa com álcool e atearam fogo ao caminhão. O motorista, que ainda estava dentro do reboque, sofreu queimaduras e foi levado ao Instituto Dr. José Frota (IJF) para receber atendimento médico. Ninguém foi preso.
Com informações dos repórteres Júnior Diniz e Germano Ribeiro do Diário do Nordeste
Preso
Rafael Arcanjo, foi detido no ano passado, em Recife
JÉSSIKA SISNANDO
A equipe da Divisão de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP) cumpriu um mandado de prisão e tirou de circulação umtraficante interestadual de drogas no bairro Vila Manuel Sátiro, em Fortaleza.

Raphael Henrique Silva Oliveira, conhecido como Rafael Arcanjo, foi detido no ano passado, em Recife, após operação da Coordenadoria de Inteligência (Coin) e Delegacia de Narcóticos (Denarc).  Arcanjo passou cerca de três meses preso, mas a Justiça concedeu sua liberdade e depois expediu um novo mandado de prisão.

O suspeito já responde na Justiça por roubo, furto, posse e porte ilegal de arma de fogo, além de um homicídio praticado no ano de 2005, conforme informaram os delegados Danilo Rafanelle e George Monteiro, da DHPP. Raphael é proprietário de um canil e exporta animais para vários países. A polícia não descarta que o trabalho no canil facilite as ações do suspeito, que é considerado um dos 'cabeças do tráfico'na Capital e Região Metropolitana.
O preso será encaminhado a Delegacia de Capturas (Decap), onde deve aguardar vaga para um presídio.

concurso_prf
A prova objetiva será aplicada no dia 25 de maio
FOTO: KID JÚNIOR
A Polícia Rodoviária Federal (PRF) abriu novo concurso público para todas as capitais do país, com salário de R$ 2.043,17. Serão 216 vagas disponíveis para agente administrativo e 5% destas serão destinadas para pessoas com deficiência, o equivalente a 11 vagas. As inscrições serão abertas na próxima quarta-feira (9).
A prova, que será aplicada no dia 25 de maio, será objetiva e abordará questões de língua portuguesa, ética e conduta pública, raciocínio lógico, noções de direito constitutcional, noções de direitos administrativo, noções de administração, noções de arquivologia, noções de informática e legislação relativa à PRF. Além da prova, também fará parte do processo seletivo uma investigação social.
Os candidatos devem ter nível médio completo e podem realizar a inscrição até o dia 30 de abril, através do site da Fundação Professor Carlos Augusto Bittencourt. A taxa para a inscrição é de R$ 60,00.
Saidinha
O trânsito no local está lento
JÉSSIKA SISNANDO
Um assaltante foi morto e o comparsa baleado após realizarem uma saidinha bancária na tarde desta terça-feira (8), no KM 3 da BR-116, no bairro Aerolândia. A dupla estava em uma moto quando abordou em um posto de gasolina dois homens em um veículo Classic prata que haviam sacado dinheiro no Banco Bradesco. Um deles levou a quantia de R$ 3.600 e o outro tomou o carro de assalto.
Uma quinta pessoa, ainda não foi identificada, passava pelo local e, ao ver a ação, trocou tiros com os assaltantes. Um morreu no local e o outro chegou baleado no Aeroporto de Fortaleza, onde foi atendido pela emergência e encaminhado ao hospital. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) esteve no local e constatou o óbito.
A arma do crime, uma pistola .40, estava ao lado do corpo do assaltante. Um coronel da PM, vítima de uma saidinha bancária na última quinta-feira, esteve no local. A arma do coronel é do mesmo modelo que a pistola utilizada pela dupla, porém não houve a identificação, pois a numeração estava raspada.
Divisão de Homícidios e Proteção a Pessoa (DHPP) esteve no local realizando os primeiros levantamentos da ação. O trânisto no local está lento e o acesso a avenida para o Aeroporto está interditado no momento. 
José Wilker
O ator foi vítima de um suposto infarto fulminante
FOTO: DIVULGAÇÃO
Morreu, na manhã deste sábado, por um possível infarto fulminante, o ator, diretor, produtor, comentarista e escritor cearense José Wilker. Com 66 anos e natural de Juazeiro do Norte, José Wilker deixou duas filhas: Isabel, fruto do relacionamento com a atriz Mônica Torres, e Mariana, filha dele com a atriz Renée de Vielmond.
Ele estava em casa com a namorada, a jornalista Claudia Montenegro, quando se sentiu mal e não teve tempo de ser hospitalizado. A informação foi confirmada pela emissora GloboNews.
Vasta carreira artística
Nascido em Juazeiro do Norte, no Ceará, em 20 de agosto de 1947, José Wilker Almeida foi morar em Recife quando ainda era criança, aos 13 anos. En Pernambuco, trabalhou como radialista e deu início a sua carreira. A estreia profissional aconteceu com o espetáculo de teatro “Julgamento em Novo Sol”, em 1962.
Em 1963, mudou-se para o Rio de Janeiro, onde estudou interpretação com um cineasta sueco. Dois anos depois ele trabalhou em seu primeiro filme fazendo uma ponta em “A Falecida” (1965), que também foi o primeiro longa deFernanda Montenegro.
Em 1968, Wilker estreou na Rede Globo no programa “Caso Especial”. Só em novelas foram 29 trabalhos.
Na esteira do sucesso de “Roque Santeiro”, José Wilker foi para a Manchete, onde atuou e dirigiu duas novelas na sequência, e voltou para a Globo. Na emissora carioca, o ator também dirigiu o humorístico "Sai de Baixo" desde a sua estreia, em 1996.
Em 2002, viveu o seu primeiro personagem homossexual na televisão em “Desejos de mulher”. Quatro anos depois, Wilker deu vida ao presidente Juscelino Kubitschek na minissérie “JK”. 
Entre os 49 longas em que atuou, o ator participou de filmes marcantes como “Xica da Silva” (1976), “Bye Bye Brasil” (1979), “O homem da capa preta” (1986) e “Guerra de Canudos” (1997).

Explosão banco
A ação assustou moradores da região
FOTO: MAGNO VIANA/VCREPÓRTER
Atualizada às 09h38
Um grupo de aproximadamente seis homensfortemente armados com armas de grosso calibre explodiram o banco Bradesco da cidade de Apuiarés, a 110 km da Capital. A ação ocorreu por volta das 23h30 da última sexta-feira (4). 
De acordo com as informações coletadas pela Polícia, os indivíduos utilizaram um veículo Gol Prata, de placas HUO-1272, que foi queimado e abandonado na estrada que dá acesso à localidade de Vertente. Dois carros deram apoio à ação: uma Hilux preta e um Fiat branco. 
Os criminosos explodiram o banco, mas não dispararam nenhum tiro. A quantia levada não foi informada pelo banco.
No momento da ação, apenas dois policiais militares estavam de plantão na cidade. Segundo a Polícia, essa é a 4ª vez que o banco é atacado. Policiais estão em busca dos criminosos com diversas equipes na região.
14º ataque a banco no Interior
Esse foi o 14º ataque a banco no interior do Estado desde o começo do ano - outras duas agências também foram alvo de ataques na Capital. No Interior, o último episódio aconteceu no município de Palmácia, em que um grupo de cerca de 10 homens fortemente armados explodiu, na madrugada do dia 27 de março, um caixa eletrônico de uma agência do banco Bradesco. Os homens renderam um casal que passava próximo ao local e arrombaram a porta do banco. Depois que passaram pela entrada da agência, instalaram as dinamites e explodiram os caixas, levando toda a quantia disponível nos terminais financeiros.
Com informações do repórter Levi de Freitas do Diário do Nordeste

facebook
Somente ontem, às 18h30, o governador Cid Gomes confirmou, via Facebook, que decidiu permanecer no Governo do Estado até o final do ano
A condição imposta pelo governador Cid Gomes para sair do Governo seria uma candidatura do irmão, Ciro Gomes, ao Senado Federal. Ciro diz que não é candidato e Cid encerra a discussão sobre sua desincompa-tibilização ficando no Governo até o fim do mandato, no último dia de dezembro deste ano. Ele comandará todo o processo sucessório, no âmbito do seu partido e da coligação.
A comunicação oficial da permanência do governador no cargo só foi conhecida no início da noite de ontem, quando Ciro Gomes comunicou que Cid publicaria, em sua página na Internet, uma nota confirmando o fico. Cid diz ter recebido apelos diversos para "considerar" sair do Governo, antes do fim do mandato, para ensejar a eleição de um senador da República.
Opiniões
"Como sei que as questões do Ceará dependem muito de força junto ao Governo Federal, o que se dá também através de uma forte bancada de senadores, abri uma discussão que concluo hoje. Como recebi opiniões as mais diferentes, pedi a Deus que me iluminasse e procurei sentir o coração dos cearenses. Cheguei à conclusão de que minha responsabilidade é permanecer no Governo até o fim".
Diz mais o governador: "Concluir a obra que iniciei, aperfeiçoar as políticas públicas sob minha responsabilidade e, fundamentalmente, entregar o Estado do Ceará em boas mãos, me parece ser o meu dever".
Com essa decisão, de todos os membros da família do governador (até o terceiro grau), só poderá ser candidato Ivo Gomes, atualmente deputado estadual licenciado para ser secretário de Educação do Município de Fortaleza. E Ivo só pode ser candidato a deputado estadual. Ele relutou o quanto pode para não se desincompatibilizar.
Ontem, o governador pessoalmente só teve contato com o irmão, Ciro, e com o presidente da Assembleia, deputado José Albuquerque. Ele atendia a recomendação médica de repouso, dada no dia anterior, em razão do mal-estar sentido no evento em Limoeiro do Norte, na noite anterior, quando da solenidade de inauguração de uma Policlínica naquela cidade.
A discussão sobre a saída ou não do governador Cid Gomes começou a partir do último dia 23, quando o Diário do Nordeste publicou uma matéria tratando da questão, imediatamente confirmada pelo próprio governador. Ele sempre afirmou não ter interesse em disputar qualquer mandato no pleito deste ano, em razão da disposição de passar uma temporada fora do Brasil, preferencialmente trabalhando em um banco internacional de fomento, além de poder se dedicar um pouco mais à família.
Inelegível
A candidatura de Ciro, no entender de aliados do governador, serviria de reforço para o candidato a governador, permitiria ao próprio Ciro, sendo eleito senador, reanimar sua disposição de voltar a ser candidato à Presidência da República, sonho que diz ainda alimentar. Com Cid no Governo, ele é inelegível para disputar qualquer cargo. Além da projeção natural que um mandato de senador o daria, no entendimento de alguns dos seus liderados, o grupo do governador continuaria tendo influência no cenário nacional tendo o irmão senador.
A última manifestação enfática de Ciro, contra o projeto de ser candidato, foi feita na última quarta-feira, quando da reunião do governador com ele, o prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, o vice-governador Domingos Filho e os deputados estaduais José Albuquerque, presidente da Assembleia, e Mauro Filho, e o ex-ministro Leônidas Cristino. Estes quatro são pretensos candidatos ao Governo. Na presença de todos eles, Ciro disse que não seria candidato nas eleições deste ano.
A segunda reunião desse grupo, que acabou não acontecendo, daria continuidade à discussão na expectativa de arrancar de Ciro uma promessa de discutir o assunto candidatura, o que poderia acontecer até o mês de junho, prazo final para homologação das candidaturas, segundo o Calendário Eleitoral estabelecido pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O abalo na saúde do governador, à noite da última quinta-feira, em Limoeiro do Norte, encerrou o ciclo de conversações.
Vice
Embora fizesse declarações públicas de estar considerando sair do Governo para tornar elegível o irmão, o governador Cid Gomes só efetivamente começou a tratar da sua saída do Governo na última terça-feira, quando chamou o vice-governador Domingos Filho à residência oficial e colocou o quadro. Ele sugeriu que Domingos também renunciasse para permitir uma situação nova no Governo relacionada diretamente com a eleição do seu sucessor e também do futuro senador da República.
Domingos prometeu se manter fiel, mas não renunciaria, queria ser governador do Ceará, mesmo que fosse por nove meses, no caso de o PROS indicar um outro nome, que não o dele, para disputar o Governo em outubro próximo. Na quarta-feira à tarde, o tema foi retomado, mas dessa vez com a participação de Cid, Domingos, Ciro Gomes, do prefeito Roberto Cláudio, dos deputados Zezinho Albuquerque, presidente da Assembleia, e Mauro Filho, assim como Leônidas Cristino, ex-ministro dos Portos, Arialdo Pinho, secretário da Casa Civil, e o marqueteiro que trabalha para o Governo, Manoel Canabarro, no Palácio da Abolição.
Como ficou inconclusa, uma nova reunião foi marcada para a noite da última quinta-feira, com o mesmo grupo político, mas o governador adoeceu, em Limoeiro do Norte, e ela não aconteceu. Ontem, porém, mesmo sem mais discutir o assunto, no coletivo, Cid Gomes decidiu ficar no Governo e concluir o seu mandato, encerrando de vez a questão em razão da determinação do Calendário Eleitoral, na parte que trata da desincompatibilização.

Porto do Pecém
A Cearáportos afirmou que a paralisação não gerou prejuízo significativo ao porto
FOTOS: VALDIR ALMEIDA
porto do pecém
Caminhoneiros do Porto do Pecém paralisaram atividades na noite da última quinta-feira (3), reivindicando melhores condições de trabalho. Cerca de 30 motoristas participaram da manifestação, que ocorreu de forma pacífica e terminou às 9h desta sexta (4).
A diretoria do Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes de Mudanças, Bens e Cargas do Ceará (Sindicam) esteve no local para auxiliar os trabalhadores na negociação de suas exigências. Entre as principaisreclamações dos funcionários estão a demora no carregamento e descarregamento dos contêineres e falta de um local adequado para alimentação e higiene pessoal.

De acordo com o diretor do Sindicam, Mirio Pavon, os caminhoneiros exigem da empresa APM Terminals, responsável pelas operações portuárias no Pecém, menos burocracia no carregamento e descarregamento de mercadorias. "Tem caminhoneiro esperando a 15 horas o descarregamento de um contêiner. Durante esse tempo os trabalhadores ficam sem poder ir ao banheiro e comer, já que o restaurante do Porto fecha às 19h", disse.
Cearáportos, órgão responsável pela administração dos portos do Estado, afirmou que irá interceder junto à APM Terminals para atender às reivindicações dos motoristas. O órgão afirmou que a paralisação não gerou prejuízo significativo ao carregamento e descarregamento dos materiais.
Fonte: Web do Diário do Nordeste 
reuters
Ex-piloto alemão está em fase de despertar progressivo do coma induzido
REUTERS
A porta-voz de Michael Schumacher, Sabine Kehm, disse nesta sexta-feira (4), em um comunicado, que o alemão mostra sinais de consciência e de despertar. O ex-piloto está internado na França desde 29 de dezembro do ano passado, quando sofreu um traumatismo craniano enquanto esquiava em uma área fora da pista da estação e se chocou com uma pedra. O impacto da batida chegou a quebrar o seu capacete. 
"Michael está tendo progressos. Ele mostra momentos de consciência e de despertar. Estamos ao lado dele durante esta longa e difícil batalha e continuamos confiantes", disse Sabine. 
A assessora de Schumacher, porém, não dá maiores detalhes. O alemão está em fase de despertar progressivo do coma induzido. Esse estágio teve início em 30 de janeiro e consiste em diminuir a sedação administrada ao ex-piloto. "Vamos pedir, de novo, que entendam que não é nossa intenção divulgar mais detalhes. Isso é necessário para proteger a privacidade de Michael e sua família, e permitir à equipe médica um trabalho com absoluta calma", afirmou Sabine. 
O último comunicado oficial da porta-voz do ex-piloto havia sido no dia 12 de março, quando disse que o alemão apresentava às vezes "pequenos sinais promissores". Na quinta-feira, em entrevista ao jornal alemão "Bild", Sabine afirmara que há "sinais encorajadores" na recuperação de Schumacher.

Cid Gomes passando mal Limoeiro do Norte
Governador tentou seguir o discurso, mas disse que estava passando mal
ELLEN FREITAS
O governador Cid Gomes passou mal na noite desta quinta-feira (03), ao participar da inauguração de uma policlínica, no município de Limoeiro do Norte. Durante o discurso, Cid chegou a se ajoelhar, e em seguida, conseguiu se levantar. O governador tentou seguir o discurso, mas disse que estava passando mal. O chefe do executivo estadual chegou a ser atendido pelo irmão Ciro Gomes e em seguida deixou o local em um carro particular.
O governador discursava sobre educação, quando um grupo de professores estaduais protestavam. Ao tentar dialogar com os manifestantes, Cid Gomes parou por conta do mal-estar
Cid chegou a discursar sobre saúde, investimentos das obras da policlínica de Limoeiro do Norte, orçada em R$ 12,7 milhões, e disse que não iria comentar sobre a permanência ou renúncia do governo.
ivo gomes e izolda cela
Ivo Gomes publicou o anúncio na sua página do Facebook.
FOTO: ALEX COSTA/ ERIKA FONSECA
Para acirar ainda mais as especulações sobre candidaturas para as próximas eleições, o atual secretário de Educação do Município, Ivo Gomes, anunciou, nesta quinta-feira (03), na sua página da rede social Facebook, que a então secretária de Educação do Estado, Izolda Cela, irá se desincompatibilizar do cargo na sexta-feira (04).
Dessa forma, Izolda fica apta a disputar um mandato nas eleições. O prazo para a entrega de cargos públicos para os que irão tentar nova candidatura se encerra no próximo sábado (5).


Tumulto e confusão marcaram o início da sessão solene na Câmara dos deputados que relembra nesta terça-feira (1º) os 50 anos do golpe militar de 1964. A decisão da presidência da Casa de limitar a 100 o número de convidados para acompanhar a sessão no plenário provocou debate entre alguns deputados e seguranças da Casa.
 
Depois da confusão, o presidente da Casa, deputado Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), reviu a medida e liberou a entrada ao plenário e também à galeria. De acordo com o secretário-geral da Mesa, Mozart Viana, a restrição foi tomada para evitar um confronto entre grupos a favor e contrários ao golpe de 1964.
 
Segundo Mozart, na semana passada, o deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ) solicitou 200 convites e a deputada Luiz Erundina (PSB-SP), o mesmo número. Para evitar o confronto, ficou decidido que seriam distribuídos 100 convites para entrar no plenário, proporcionalmente ao tamanho das bancadas, e as galerias seriam fechadas.
 
O deputado Amaury Teixeira (PT-BA) criticou a medida. “Quando é homenagem aos militares não tem isso. Esse país precisa se libertar dessa história de louvação aos símbolos militares”, disse o petista. “Nunca foi exigido isso [senha] para as uma sessão solene”, acrescentou.
 
Já o deputado Chico Alencar (PSOL-RJ) elogiou a liberação do público para acompanhar a solenidade. “Esperamos o presidente da Casa chegar e, como era de se esperar, ele entendeu que estava se criando uma tensão desnecessária.”
 
Durante o discurso da deputada Luiza Erundina, autora do requerimento para realização da solenidade, um grupo exibiu uma faixa parabenizando os militares pelo golpe. O ato provocou tumulto e os presentes, alguns que foram vítimas ou tiveram familiares torturados pelo regime, chamaram o deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ) de assassino. Antes de começar a solenidade, ele ofendeu uma jornalista que perguntou se, para ele, o golpe não existiu.
 
Na abertura dos trabalhos, o presidente da Casa, assinou um ato da Mesa inaugurando o Ano da Democracia, da Memória e do Direito à Verdade – que terá uma agenda de eventos políticos, culturais e educativos e se estenderá até o fim de 2014.
A emergência do Hospital Geral de Fortaleza está funcionando com restrições na manhã desta terça-feira (1º), depois que o teto de uma sala desabou na madrugada da última segunda-feira (31).
De acordo com a diretoria da unidade de saúde, o atendimento na emergência está sendo restrito a "casos gravíssimos". Os pacientes que chegam ao hospital estão sendo direcionados a procurar outras unidades da rede estadual de saúde, como as UPAs.
O atendimento está previsto para ser normalizado a partir do meio-dia desta terça. Segundo a direção do hospital, a sala prejudicada pelo desabamento do teto já foi reparada e passa por limpeza nesta manhã, para posterior realocação de pacientes.
Uma médica que preferiu não se identificar declarou que as cirurgias eletivas da unidade foram suspensas durante a manhã. De acordo com a assessoria de imprensa do hospital, a suspensão aconteceu devido à transferência dos pacientes que estavam na sala de estabilização (onde o forro desabou) para a sala de recuperação (onde os pacientes ficam durante o pós-operatório), impedindo que novas cirurgias fossem feitas.
Chuva em Fortaleza
Apesar da baixa precipitação desta terça (1º), Fortaleza continua alagada por causa da maior chuva do ano da cidade, registrada na última segunda (31)
FOTO: REPRODUÇÃO / WHATSAPP
Após uma segunda-feira (31/3) chuvosa, com precipitação em 167 municípios, o Estado amanheceu nesta terça (1º/4) com chuva em 77 cidades e precipitação que não ultrapassa 50 mm - registrada em São Luís do Curu, na Região Norte, a cerca de 80km de Fortaleza.
Na Capital, que tinha registrado chuva de até 169mm no posto de Messejana da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), o índice pluviométrico atingiu a máxima de 14.9 mm nesta manhã, no posto do Pici. Apesar do baixo volume desta terça, consequências da maior chuva do ano em Fortaleza continuam perpetuando na cidade.
Outros municípios com chuva em destaque foram Pentecoste (46.2 mm), Jaguaruana (44.2 mm) e Maranguape (44 mm), todos próximos à costa do Ceará, por causa da atuação da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT) no norte do Nordeste brasileiro.
Sul tem pouca ocorrência de chuva, mas previsão é de melhora
A Região Sul, com precipitação em quase todos os municípios na última segunda-feira (31), chegando a 111 mm a maior (em Caririaçu), teve um início de terça sem chuva na maioria das cidades, com exceção de Umari, com 24 mm. 
A previsão da Funceme para quarta-feira (2) é de condições "favoráveis a ocorrência de chuva no sul, principalmente entre madrugada e manhã". Para as demais regiões, o órgão espera que chova entre a tarde e a noite.

O presidente do Tribunal de Contas do Estado do Ceará (TCE-Ce), conselheiro Valdomiro Távora, empossou, na tarde desta segunda-feira (31). Patrícia Lúcia Saboya Ferreira Gomes no cargo de conselheira da corte de contas. A solenidade de posse acorreu no Plenário da Corte de Contas, no Centro de Fortaleza.
Patrícia Saboya foi nomeada para o cargo de Conselheira do TCE-CE pelo governador Cid Ferreira Gomes. A nomeação foi assinada em 10 de março último e publicada no Diário Oficial do Estado dois dias depois (12). A nova Conselheira assume na vaga decorrente da aposentadoria do conselheiro emérito Pedro Augusto Timbó Camelo.
A Assembleia Legislativa havia aprovado em 27 de março a indicação da deputada Patrícia Saboya para o cargo de conselheira do Tribunal de Contas do Estado (TCE). Na comissão, a parlamentar foi sabatinada pelo presidente da comissão, deputado Antônio Granja (PROS); pelo líder do Governo e relator do projeto, deputado José Sarto (PROS), pelo vice-líder do coverno, Júlio César (PTN) e pelos deputados Carlomano Marques (PMDB), Augustinho Moreira (PV), Osmar Baquit (PSD), Professor Teodoro (PSD), Camilo Santana (PT), Manuel Duca (Pros), Dedé Teixeira (PT), Sérgio Aguiar (PROS), Sineval Roque (PROS), Mauro Filho (PROS), Dr. Pierre (PCdoB), Ronaldo Martins (PRB) e Roberto Mesquita (PV).